Temas

A revolução energética no setor dos edifícios

Quando se ouve o termo "revolução energética", muitas pessoas pensam logo em fontes de energia renovável. Mas isso também significa reduzir o consumo de energia ao mesmo tempo. Os edifícios oferecem um grande potencial de poupança de energia, uma vez que são eles que causam 35 por cento do consumo total de energia final na Alemanha. Tornar os edifícios energeticamente mais eficientes ou, por outras palavras, otimizar o consumo de energia durante a operação, é um fator essencial para reduzir o consumo de forma sustentável. Por isso, a eficiência energética é extremamente importante para arquitetos e planeadores, bem como para utilizadores e consumidores finais.

O objetivo é reduzir as emissões de CO2

Aquecer as salas no inverno, arrefecer no verão, iluminação à noite, transporte rápido, operação de máquinas e dispositivos – precisamos de muita energia nas nossas rotinas diárias. Mas a energia que consumimos provém essencialmente dos combustíveis fósseis e queimá-los significa mais emissões de CO2. Hoje sabemos que isso fica provavelmente atrás das preocupantes e rápidas mudanças climáticas.

Por isso, o objetivo da proteção climática na Alemanha é reduzir as emissões de CO2 em pelo menos 40 por cento até 2010, comparativamente com 1990, e em 80 a 95 por acento até 2050. O parque imobiliário deve ser em grande parte climaticamente neutro.

Factos e números da "Alemanha"

  • Existem 21 milhões de edifícios na Alemanha.
  • Os edifícios contribuem com 35 por cento da energia final utilizada na Alemanha.
  • Os utilizadores de edifícios residenciais e não residenciais pagaram 73 mil milhões de euros por aquecimento, água quente, iluminação e arrefecimento em 2014.

Total de energia necessária e perdas de calor

A imagem térmica diz aos profissionais tudo sobre a perda de calor e energia a partir de uma fachada. As áreas escuras mostram pouca perda, amarelo indica alguma perda e as áreas vermelhas são sinal de uma grande e grave perda de calor.

A imagem térmica de uma fachada: perde-se aqui muita energia! © shutterstock

O setor dos imóveis tem um papel importante na moderna política energética da Alemanha: mais de um terço do total de energia consumida é atualmente utilizada para edifícios – para água quente, aquecimento e arrefecimento, ventilação e iluminação. Frequentemente, uma grande parte do calor da sala dissipa-se pelas paredes, pelas janelas, pelos telhados, pelas portas ou pelos pisos.

A casa passiva e casa energia quase zero devia ser uma norma em toda UE no futuro. Isto é suportado pelo Regulamento da UE revisto sobre o desempenho energético geral dos edifícios. Vai aplica-se inicialmente apenas a novos edifícios, mas, até 2050, todos os edifícios devem ser climaticamente neutros. Por um lado, as necessidades de energia para aquecimento e arrefecimento durante a construção e renovação devem ser consideravelmente reduzidas. Por outro lado, a parte das energias renováveis utilizada para cobrir a restante necessidade deve ser consideravelmente aumentada.

Elevada necessidade de energia devido à legislação e às diretivas relativas aos edifícios

O Regulamento da UE é implementado na Alemanha através da Lei de Poupança Energética (EnEG), do Decreto de Poupança de Energia (EnEV) e da Lei do Calor e Energias Renováveis (EEWärmeG). Em 2018, o objetivo é agrupar todos estes regulamentos na nova Lei da Energia de Edifícios (GEG). A legislação e os regulamentos prescrevem os valores limite da energia e os certificados energéticos para edifícios novos e edifícios existentes. O objetivo é manter a necessidade primária de energia dos edifícios baixa. As perdas de energia dos edifícios devem ser evitadas o máximo possível, a partir de fora, através do isolamento estrutural – sobretudo através da instalação de um bom isolamento, boas janelas e evitando pontes térmicas. A restante necessidade de energia será cada vez mais coberta pelas fontes de energia renováveis.

Pode-se alcançar um ambiente de trabalho e privado extremamente confortável e, ao mesmo tempo, com muita eficiência energética, se o aquecimento, a água quente, a iluminação e a tecnologia de ventilação forem controlados de forma inteligente. Estes comandos têm de ser adaptados à estrutura do edifício e ao comportamento do utilizador. Numa situação ideal, a digitalização e a automação serão sinónimos de edifícios adaptados às condições em mudança, bem como ao número de pessoas no edifício e às condições do tempo

Produtos da GEZE para edifícios energeticamente eficientes

As soluções integradas que se focam na eficiência energética para a tecnologia de portas, janelas e segurança combinam de forma inteligente o conforto e a segurança com a eficiência energética. A interligação interdisciplinar também dá novas oportunidades à gestão de edifícios com poupança de energia. A GEZE faz o seu papel na eficiência energética com várias soluções e produtos:

  • o arejamento e a ventilação natural de edifícios e o comando da temperatura de salas individuais através de sistemas de janelas automatizados
  • abertura automática e fecho fiável de portas
  • sistema inteligente de automação do edifício GEZE Cockpit para a integração inteligente da tecnologia de portas, janelas e segurança no sistema de gestão de edifícios. Exemplos disto incluem a definição automática das amplitudes de abertura das portas com base na temperatura externa em conjunto com os sensores de temperatura e sistemas de aquecimento, ou abrir e fechar janelas em resposta à temperatura.

Poupar energia com ventilação natural

Poupa-se uma quantidade considerável de energia e recursos através da ventilação natural de edifícios. Isso quer dizer que não há necessidade de sistemas de climatização. Os sistemas de climatização mecânicos precisam de uma grande quantidade de energia. Além disso, ocupam muito espaço no edifício, causando a perda de área, exigem um alto investimento, acarretam custos de manutenção e operação, o que torna esses sistemas pouco económicos. A ventilação natural monitorizada é, por outro lado, bem mais vantajosa. A poupança de energia, o arejamento e a ventilação ecológica são possíveis através de acionamentos e comandos "inteligentes" da GEZE nas janelas da fachada e de sótão, que são abertas e fechadas de forma controlada e requerem apenas uma energia mínima para ativar o motor elétrico.

Comando de edifícios cómodo

A tecnologia da GEZE permite o comando dos elementos da fachada em função das necessidades, quer sejam portas ou janelas. Cada janela pode ser controlada individualmente. Os sensores da temperatura e do CO2, os temporizadores e os sensores de chuva e vento garantem a abertura e o fecho automatizado das janelas. O novo sistema de automação do edifício GEZE Cockpit permite visualizar, controlar e monitorizar centralmente as portas e janelas automáticas.

O sistema de certificação da Sociedade Alemã para a Construção Sustentável (DGNB) avalia a sustentabilidade dos edifícios.

O sistema de certificação da Sociedade Alemã para a Construção Sustentável (DGNB) avalia a sustentabilidade dos edifícios.

Mais do que eficiência energética: construção sustentável (construção ecológica)

A GEZE apoia a construção sustentável com os seus produtos, o que é conhecido por "construção ecológica". Os edifícios ecológicos são sinónimo de construção moderna, sustentável, ecológica e poupadora de recursos, bem como de renovação de edifícios em harmonia com as pessoas e a natureza. Estes edifícios caracterizam-se, por isso, por uma elevada eficiência dos recursos nas áreas da energia, da água e do material. Ao mesmo tempo, reduzem-se os efeitos danosos na saúde e no ambiente. O aspeto fundamental da sustentabilidade é, na medida do possível, acompanhado durante toda a vida útil do edifício: desde o desenvolvimento do projeto, do planeamento e da construção até à operação, manutenção e desmontagem. A Alemanha introduziu uma etiqueta para isto em 2007: o certificado alemão da Sociedade Alemã para a Construção Sustentável (DGNB).

Para a GEZE, a sustentabilidade é uma questão-chave do futuro que nos afeta todos.

Brigitte Vöster-Alber, Sócia-Gerente da GEZE GmbH

Cerca de 120 edifícios já foram premiados com o certificado DGNB ou com um pré-certificado. Isto inclui o edifício da Agência Federal Alemã do Ambiente (UBA) em Dessau, que é um projeto de exposição federal graças à sua elevada qualidade em todos os aspetos da construção sustentável; também é um dos edifícios administrativos mais económicos na Alemanha. A GEZE forneceu a tecnologia de portas.

Mais sobre a construção ecológica

Mais sobre a reabilitação de edifícios

Mais sobre a regulação do clima interior

Informação sobre a eficiência energética

Planeamento de energia otimizada

A GEZE pode fornecer apoio mesmo nas fases precoces do planeamento do edifício e oferece conceitos e soluções de poupança de energia. As soluções da GEZE podem também poupar eficazmente energia quando se trata de equipar edifícios existentes.

Novos caminhos para a automação de edifícios com o GEZE Cockpit

A única interligação da tecnologia de janelas e portas através do GEZE Cockpit com software inteligente e interfaces abertas permite a integração da tecnologia GEZE na automação de edifícios e também oferece aos planeadores e entidades exploradoras novas opções para a automação de edifícios.

Saiba mais sobre o GEZE Cockpit

Soluções personalizadas

Dependendo do cenário de aplicação, as soluções individuais são oferecidas com vários pacotes de serviços e os correspondentes componentes de hardware e software. Bem como serviços associados para a construção energeticamente eficiente.

Produtos com Declaração de Produto Ambiental EPD

Vários produtos da GEZE, incluindo as séries de molas de porta TS 4000 e TS 5000, têm uma EPD (Declaração de Produto Ambiental). As EPDs formam uma base de dados de informação que pode ser utilizada para a análise ecológica do edifício e servir como bloqueios do edifício que suporta a avaliação geral de um desempenho ambiental do edifício.

Conceitos de assistência personalizados

Para além da implementação estrutural das soluções desenvolvidas, também oferecemos conceitos de assistência personalizados para cada edifício, com manutenção regular para garantir funcionalidade, segurança operacional e para manter o valor dos sistemas energeticamente eficientes. Estes não só dão benefícios financeiros às entidades exploradoras em termos de custos operacionais do edifício, como também os apoiam quanto às responsabilidades operacionais em particular.

Eficiência na operação de edifícios

O GEZE Cockpit permite aos utilizadores controlar e monitorizar o estado das portas, das janelas, da extração de fumo e calor e dos sistemas dos caminhos de saída de emergência a partir de qualquer lugar e em qualquer momento, recorrendo a um qualquer dispositivo compatível com IP. A GEZE concede, assim, conforto, segurança e eficiência na gestão de edifícios.

Saiba mais sobre o GEZE Cockpit