GEZE Insights

O planeamento integral da construção com os nossos especialistas em BIM poupa tempo e dinheiro

A BIM é um tema digital primordial no setor da construção. No futuro, este método tornará o planeamento da construção, a construção e o comando mais eficientes e economizará recursos. Este é o objetivo da BIM. Günther Weizenhöfer, chefe de equipa e consultoria de arquitetura explica o contributo que a GEZE pode dar para o planeamento integral da construção.

Engenheiro Diplomado, chefe de equipa e consultoria de arquitetura da GEZE. Günther Weizenhöfer © GEZE GmbH

Sr. Weizenhöfer, na sua opinião – quais são as vantagens da Modelagem da Informação da Construção (BIM)?

Infelizmente, por vezes a BIM é utilizada ainda como sinónimo de software CAD 3D que permite aos visualizadores experimentar e introduzir modelos estruturais durante o planeamento. Mas a BIM não é um software, é um método. E o seu objetivo é facilitar o trabalho colaborativo e a parceria em modelos de construção digital. A BIM facilita a troca de dados e permite ensaios de colisão entre pacotes de trabalho numa fase precoce. Isto significa, por exemplo, que é capaz de perceber antecipadamente se os componentes de construção não são compatíveis. Se uma parede for resistente ao fogo, por exemplo, mas a porta a instalar nesta não é.

Quando é que a BIM será utilizada no planeamento da construção?

Quando se trabalha com o método BIM, estabelece-se determinadas abordagens e processos na fase inicial do objeto. Por norma, estes são definidos no requerimento de informação do funcionário (EIR) e num plano de execução da BIM (BEP). Contudo, em muitos casos, o plano de execução da BIM é coordenado apenas após o arquiteto e os peritos envolvidos no planeamento serem nomeados. E muitas vezes é necessária a discussão.

De que forma a GEZE pode prestar apoio no processo da BIM?

Somos especialistas no planeamento de portas. Temos capacidade para utilizar o CAD, temos coordenadores da BIM internos e temos uma vasta compreensão da planificação da construção e do ciclo de vida útil de um edifício. Isto permite que a GEZE sirva como parceira e preste apoio a todos os envolvidos no objeto com o seu conhecimento especializado – desde o debate de ideias até ao planeamento, implementação e comandos para remoção ou reconstrução. Ajudamos a criar planos de processamento da BIM e ajudamos nos requisitos necessários para objetos da porta para o planeamento adequado de portas. Este conhecimento especializado, com o qual contribuímos para uma parceria, pode poupar muito tempo e, consequentemente, dinheiro.

Poupar dinheiro e tempo com a BIM?

Sim, porque a BIM trabalha com objetos digitalizados de componentes de construção. Além da preparação gráfica, também inclui informações necessárias como descrições, propriedades de engenharia da construção e de planeamento da construção. Por exemplo, pode adicionar informações a uma porta virtual, indicando que é resistente ao fogo ou antirroubo, pode indicar qual o material em que é fabricada, se possui um sistema de bloqueio ou um acionamento. E pode fazer inúmeras coisas com essa informação: criar listas de portas, projetar livros de divisões ou gerar textos para um convite para concursos ou até mesmo executar simulações, por exemplo, para cenários de evacuação. Pode aceder a esta informação muito rapidamente a partir do modelo de construção central.

A arquitetura, as diferentes utilizações do edifício, os fluxos de funcionários, a segurança, os conceitos de proteção contra incêndios e o caminho de saída de emergência tornam a instalação das portas uma tarefa de planeamento altamente complexa – podem os objetos refletir esta complexidade?

Para criar um modelo BIM, os arquitetos e projetistas podem efetivamente utilizar os elementos de construção genéricos nos sistemas de software CAD comuns. Em muitos países, naturalmente, um convite para concursos tem de ser realizado de forma neutra para objetos de construção pública. A utilização de objetos genéricos a partir de sistemas CAD satisfaz este requisito de neutralidade. A desvantagem é que, muitas vezes, estes não oferecem todas as funcionalidades e variações de equipamento necessárias.

O planeamento de portas com a BIM resume-se à utilização da informação certa na fase certa!

Engenheiro diplomado Günther Weizenhöfer, chefe de equipa e consultoria de arquitetura da GEZE

Aqui, os nossos objetos BIM configuráveis da GEZE são úteis. Trata-se de objetos da porta com todos os componentes necessários, bem como alguns atributos não especificados. Uma porta requer aproximadamente 150 informações para planeá-la corretamente. Requer uma combinação de muitas informações diferentes que têm de ser categorizadas, se não quiser cometer um erro. A dificuldade para os projetistas não é adicionar demasiadas informações aos objetos numa fase precoce. Isso poderá causar problemas numa fase posterior do planeamento ou caso ocorram alterações. Isso significa que os projetistas necessitam da informação certa na fase certa! Com os nossos objetos BIM adaptáveis da GEZE, podemos fazer precisamente isso: o arquiteto/projetista pode estipular as propriedades sucessivamente.

Saiba mais sobre a BIM